Depilação A Laser É Seguro? Entenda As Recomendações

Escrito por: Michelle Martins

depilaçao a laser é seguro

Depilação a laser é seguro para todos os tipos de pele usando o laser de diodo. Este tipo de laser pode ser usado em qualquer tom de pele com mais segurança e com feixe de energia que atinge apenas o bulbo dos pelos sem agredir a pele ao redor. Veja outros alertas e recomendações!

Muita gente ainda não sabe ao certo como é o mecanismo de depilação a laser. 

Por essa razão, ainda rola um certo receio em torno do tratamento em relação à segurança para a saúde da nossa pele. 

 Vamos esclarecer como funciona e por que tem alguns tipos de laser mais recomendados para peles em tons claros. 

Entenda tudo do assunto agora!


Depilação a laser é seguro em todo tipo de pele? 

Basicamente todo equipamento de depilação a laser funciona pelo mecanismo de atração da melanina.

A melanina é o pigmento responsável pela cor da nossa pele, cabelo e pelos. 

Alguns tipos de laser fazem muito sucesso fora do Brasil exatamente por que é mais recomendado e eficiente em peles com tons claros. 

Eles possuem altíssima atração pela melanina e o risco de agredir a pele em tons mais escuros é  maior. 

Algumas características também influenciam na potência e tornam o tratamento de depilação a laser com variações na experiência e no resultado. 

Como, por exemplo, o comprimento da onda e concentração do feixe de energia.

Antes de você conhecer os tipos de laser, atenção! 

Fotodepilação ( luz pulsada) não é depilação a laser e sua indicação é apenas para peles claras pelos riscos de queimaduras. 

Olha aqui mais detalhes: Depilação A Laser Luz Pulsada Existe? Entenda Como O Laser É Diferente

Agora sim, pegamos os 3 tipos de laser mais comercializados para dizer suas características e confirmar se o procedimento de depilação a laser é seguro para cada um deles.

Laser Alexandrite

O laser Alexandrite possui ondas de 755 nanômetros de comprimento e seu foco é a atração direta da melanina, além de conseguir chegar até a camada média da derme. 

O detalhe importante desse tipo de laser é que as chances de queimadura são maiores, principalmente se você estiver com a pele bronzeada. 

Por ter alta atração pela melanina, a regulação precisa ser realizada por um profissional capacitado e sua principal indicação é para peles claras. 

Laser Nd YAG

Este tipo de laser tem comprimento de onda de 1.064nm e baixa afinidade pela melanina, por isso é mais indicado para peles negras.. 

Por ter alta profundidade pode ser um dos mais doloridos e seu feixe de energia também pode ser regulado para o vários disparos por alguns segundos. 

Entretanto,  a sua ponteira costuma ser grande tornando a densidade da energia do laser baixa e pouco efetiva. 

Não há garantia que após uma média de 12 sessões, o resultado seja 100% definitivo.

Laser Diodo

Mais avançado e seguro que o Alexandrite. 

Possui comprimento de onda de 800mn e 810mn e consegue penetrar mais profundamente no folículo do pelo.

Seu feixe é de energia pura, concentrado e intenso. 

Por ser direcionado e não se expandir sobre a pele, o procedimento de depilação a laser de diodo é seguro em qualquer tom de pele. 

É uma das tecnologias mais modernas e seguras em depilação definitiva. 

Saiba mais: Depilação A Laser De Diodo: 5 Razões Por Que Este Laser Vale A Pena

Depilação a laser machuca a pele? 

Não. A depilação a laser não deve machucar a pele. 

O que pode acontecer é que, em peles mais sensíveis,  o aparecimento de uma vermelhidão é mais comum. 

Sempre realize todas as recomendações de cuidado pós depilação a laser, inclusive usar produtos calmantes específicos também contribuem para a vermelhidão desaparecer rapidamente. 

Casos em que a depilação a laser machucou a pele são raros e muito deles são decorrentes de equipamentos não reconhecidos pela ANVISA.

Ou  até mesmo de clínicas ou profissionais não capacitados para manusear o equipamento. 

Ainda vale dizer que o laser atinge as camadas superficiais da pele, não é capaz de atingir ou danificar qualquer órgão interno do corpo. 

ExtraClínica De Depilação: Um Guia Para Não Errar na Escolha Do Procedimento E Da Clínica

Depilação a laser pode fazer no corpo todo? 


Optando por tipos de lasers que podem ser usados com segurança em qualquer tom de pele, então a depilação a laser é segura em praticamente todo o corpo. 

As áreas que devem ficar protegidas são basicamente as regiões próximas ao olho. 

E vai um alerta: é sempre necessário usar o óculos protetor. 

O laser de diodo pode ser usado em mais de 50 regiões do corpo desde a depilação a laser na barba, na barriga, no rosto e até no nariz!.

Conteúdo VIP: O Que A Depilação A Laser Corpo Todo Faz Com Os Pelos? Contamos Tudo!

Qual o intervalo seguro entre as sessões?


Tudo vai depender dos protocolos de aplicação de cada clínica e tipo de laser. 

Normalmente os intervalos são avaliados pelos profissional e variam entre 30 e 60 dias. 

A depilação a laser no rosto feminino, por exemplo, tem um antes e depois daqueles que impressionam. 

Com sessões que levam menos de 30 minutos e que variam a cada 45 dias para o caso do laser de diodo. 


Depilação a laser dói? 


Fato é que a depilação a laser não dói mais como antigamente. 

E se tem um desenvolvimento da tecnologia que foi trabalhado ao longo dos anos era que o tratamento de depilação a laser fosse seguro e também mais confortável de ser realizado.

O que tem de mais moderno no Brasil para tornar a experiência praticamente indolor é o resfriamento da ponteira. 

Este resfriamento chega a -5° e age como uma camada de proteção da pele. 

As regiões com a pele mais sensível como a virilha ainda é possível que o tratamento seja um pouco mais desconfortável na primeira sessão.

Isso por que a quantidade de pelos é maior e ao longo do tratamento vai diminuindo drasticamente e tornando o tratamento tranquilo, especialmente com a ponteira resfriada. 

O laser de diodo com a ponteira resfriada pode ser testado com 3 sessões grátis na Laser Fast. 

Pegue seu voucher aqui embaixo e procure a unidade Laser Fast mais próxima 👇

cta depilação a laser

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo