Depilação A Laser No Verão Pode? Respondido!

Escrito por: Michelle Martins

depilação a laser no verão

Avalie o artigo

Depilação A Laser No Verão Pode? Pode! Mas atenção aos 3 cuidados fundamentais antes e depois de realizar cada sessão, especialmente na estação mais quente. Confira como o verão pode ser incrível com depilação a laser!

Aquela época do ano que combina férias, calor, biquini, praia e muita blusinha, short e saia. 

E para os preocupados em ficar com a depilação em dia nada melhor do que investir em depilação definitiva. 

Tudo que você precisa saber sobre os 3 cuidados do tratamento no verão tá aqui! 👇

Pode fazer depilação a laser no verão? 

Os equipamentos de depilação a laser são desenvolvidos com uma tecnologia que funciona através da atração da melanina.

A melanina nada mais é do que uma proteína presente em nosso organismo responsável por dar cor.

Em outras palavras, é o pigmento que vai determinar a tonalidade da nossa pele. 

Para as peles em tons claros, pouca melanina.

Para as peles em tons mais escuros, mais melanina presente. 

Ela também é a proteína que dá a cor dos nossos cabelos e pelos. 

Então, imagine só:

Se a depilação a laser funciona disparando o feixe de energia quando em contato com a melanina, o que ele pode causar à pele com grandes quantidades desta proteína?

Ou, como ele pode distinguir o pelo da pele? 

Pois é, tudo isso gerou um mito de depilação a laser colocando o sol como o grande vilão do procedimento. 

Confira as recomendações realmente necessárias.

 

#1 Não se expor ao sol antes da depilação a laser 

Vamos esclarecer, primeiro, uma confusão bem comum: a pele negra não está naturalmente protegida dos danos de exposição inadequada ao sol pelo fato de possuir mais melanina, tá? 

A exposição ao sol estimula alguns processos do nosso organismo de proteção da nossa pele, um deles é o aumento da melanina. 

Por essa razão ganhamos aquele bronzeado após tomar sol. 

O excesso de exposição ao sol provoca manchas pelo desequilíbrio da produção de melanina, perda do brilho e do viço da pele. 

Cuidado redobrado em casos de fototipos  III, IV, V, VI.

A recomendação é que não haja exposição direta ao sol pelo menos 15 dias antes do tratamento. 

Quanto maior o contraste entre a cor da pele e do pelo mais eficiente é o resultado. 

Especial: Pele Negra Pode Fazer Depilação a Laser? Sim, Mas Com 5 Cuidados

Não sabe qual é o seu fototipo? 

Identifique Seu Fototipo

Fototipo I: Pele branca – sempre queima – nunca bronzeia – muito sensível ao sol.

Fototipo II: Pele branca – sempre queima – bronzeia muito pouco – sensível ao sol.

Fototipo III: Pele morena clara – queima (moderadamente)– bronzeia (moderadamente) – sensibilidade normal ao sol.

Fototipo IV: Pele morena moderada – queima (pouco) – sempre bronzeia – sensibilidade normal ao Sol.

Fototipo V: Pele morena escura – queima (raramente) – sempre bronzeia – pouco sensível ao sol;

Fototipo VI:  Pele negra – nunca queima – tonifica profusamente – pouco sensível ao sol.

> Fica o alerta:  muitos casos que contribuíram para o aparecimento de pessoas que sofreram queimaduras são: 

  • Decorrentes da escolha da clínica ou equipamento e/ou;
  • Do manuseio incorreto do equipamento pelo profissional.

#2 Usar protetor solar após a depilação a laser

Já reforçamos que se expor ao sol não contribui para a qualidade do tratamento, mais especificamente, para um resultado sem manchas. 

Então, se o objetivo é ficar livre de pelos definitivamente e sem riscos pra pele, anota aí:

Use protetor solar nas áreas em que o laser foi utilizado. 

A pele já pode ficar mais sensibilizada, imagine com o sol? 

#3 Não se expor ao sol depois da depilação a laser 

As contraindicações da depilação a laser no verão  estão relacionadas: 

  • Primeiro com o aumento da melanina que pode prolongar o tratamento;
  • Segundo que após contato com o laser a pele fica sensibilizada;
  • Terceiro que se exposta ao sol, a região sensibilizada estará mais propensa em aumentar a melanina, daí podem surgir as manchas;
  • E por último tudo vai depender do tipo de laser, para aqueles que não podem ser usados em peles negras ou bronzeadas, a recomendação é passar longe do sol. 

Usando o laser de diodo conduzido em fibra ótica, o intervalo médio entre as sessões é de 45 dias. 

E a recomendação padrão é não se expor ao sol até 7 dias após cada sessão. 

Então, dá pra fazer uma conta rápida se o seu desejo é aproveitar o sol na praia durante o tratamento.

Espere 7 dias, use todos os dias o protetor solar e 15 dias antes da sessão melhor evitar o sol. 

Quer saber mais 2 cuidado extra? 


#4 Não depilar os pelos com cera pós depilação a laser

O tratamento de depilação definitiva age progressivamente. 

Em outras palavras, a raiz do folículo piloso (o poro de onde o pelo nasce, sabe?) é atingida quando o pelo cresce e já ultrapassou a barreira da pele. 

E, como você já deve ter notado, nem todos os pelos nascem ao mesmo tempo. 

É preciso respeitar suas fases de crescimento.

Por isso durante todo o período de tratamento com depilação a laser os pelos não podem ser retirados da raiz, como é o caso da cera ou pinça.

O recomendado é que você use lâmina para aqueles pelos que ainda crescem e que, ao longo do tratamento, precisam ser reconhecidos pelo o laser. 

Aqui neste artigo contamos como a pele fica da primeira à última sessão: Como Fica a Pele Depois da Depilação a Laser: Da Primeira à Última Sessão

#5 Use roupas leves pós depilação a laser 

Evite ao máximo roupas muito apertadas e de tecidos sintéticos que dificultam a respiração da área das axilas. 

Dê sempre preferência para as blusas de alcinha. 

A pele pode ficar com um pouco de vermelhidão e ardência, então roupas leves são as mais ideais até 7 dias após o procedimento.

Prefira tecidos de algodão e mais leves. 

Quanto menos atrito nas regiões de tratamento melhor, assim você também elimina as chances de manchas. 

cta ganhe-3-sessoes-depilacao-laser-fast


Avalie o artigo

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo