Primeira sessão de depilação a laser

Escrito por: Velrum Digital

primeira sessão de depilação a laser

Avalie o artigo

Nos últimos anos temos vivenciado uma crescente popularização da depilação a laser. Para muitos, se tornou um procedimento natural para se realizar em determinada fase da vida, quase tão importante quanto colocar o aparelho e outras decisões estéticas definitivas. 

Se você parar para pensar, os motivos para isso acontecer isso são muitos, afinal, quem não quer uma pele livre de pelos, de irritações e de brotoejas?  Quão confortável não é ter a segurança de uma pele lisinha e bem cuidada o tempo todo, certo?

Para muitos, a depilação a laser pode parecer até uma grande novidade, mas o procedimento acontece desde 1970, e já sofreu uma grande evolução de lá para cá, sendo hoje um procedimento rápido, seguro, praticamente indolor e, o mais importante, com resultados permanentes por toda a vida (se feito com a tecnologia correta).

Nesse artigo abordaremos um assunto de muito interesse entre vocês mulheres, que é a primeira sessão de depilação a laser. Dúvidas sobre o que é a depilação, o que esperar, como se preparar e o que vai acontecer depois são muito comuns, e é por isso que nos preocupamos em preparar este conteúdo. Esperamos que goste, vamos lá! 

Como funciona a primeira sessão de depilação a laser?

Antes de pensar em fazer a primeira sessão de depilação a laser, é interessante saber como o procedimento funciona, certo?  É assim: a concentração de melanina absorve a luz do laser. 

A melanina é um pigmento marrom que está presente na raiz dos pelos de todo o corpo. O ganho de energia faz com que o fio seja destruído e não volte mais a crescer.

Quanto mais grosso e escuro for o pelo, mais melanina ele terá e mais fácil ele vai ser destruído. 

No entanto, como a melanina do pelo é a mesma que dá cor aos cabelos e à pele, em pessoas morenas e negras, a pele pode acabar absorvendo parte da energia do laser, o que aumenta a chance de queimaduras e reduz a eficácia das sessões, mas somente para os lasers mais antigos. 

As contraindicações maiores se dão por conta dos riscos de queimadura. A pele escura, por exemplo, possui uma quantidade maior de melanina, sendo mais sensível, já que a energia utilizada age diretamente nessa proteína presente na pele.

A técnica também funciona em peles escuras, mas, no geral, o tratamento demanda mais cuidados, tempo e os resultados podem demorar mais para aparecer. O tipo de laser utilizado também é fundamental nesse caso.

Quem tem pelos mais claros — como, por exemplo, brancos, loiros ou ruivos — também pode demorar mais a ver os resultados, já que a quantidade de melanina no pelo é muito baixa. 

Além disso, para o tratamento ser eficiente, dependendo do tipo de laser, a energia que se utiliza deve ser menor, o que deixa o tratamento mais seguro, porém são necessárias mais sessões para um resultado definitivo. Contudo, em regra, 6 a 10 sessões costumam ser suficientes para eliminar os indesejáveis pelinhos. 

Todos os lasers são iguais?

Antes de decidir sobre a sua primeira sessão de depilação a laser, normalmente vem outra dúvida importante: diante de tantas tecnologias existentes, qual a mais adequada para mim? 

Bem, existem vários tipos de laser, sendo importante passar por uma avaliação profissional para descobrir qual o mais recomendado para o seu tipo de pele e pelo. 

O Alexandrite, por exemplo, que é bastante popular em muitas clínicas, tem uma maior afinidade pela melanina. Ao mesmo tempo em que ele pode apresentar bons resultados com pelos mais escuros, ele não é totalmente seguro para pessoas com pelos mais claros e a pele mais escura.

Já o laser de diodo, que a Laser Fast utiliza, tem inúmeras aplicações dependendo das características da radiação que o aparelho emite e o comprimento de onda que a clínica vai utilizar. No caso da depilação, a radiação emitida é concentrada para o folículo do pelo com o objetivo de destruí-lo.

Ao contrário da luz pulsada ou fotodepilação, em que o feixe luminoso é composto por radiação de vários comprimentos de onda, o laser diodo emite apenas o comprimento certo, que a melanina do pelo absorve.

Desta forma, consegue-se chegar melhor ao folículo e reduz-se o risco de queimaduras na pele.

Entre o laser de Díodo e Alexandrite, a diferença está sobretudo no comprimento de onda, que é de 800-810 nm para o primeiro (luz infravermelha) e 755 nm para o segundo (luz vermelha). 

Esta diferença traduz-se numa maior penetração na pele do laser de diodo, o que o torna um pouco mais adequado para peles claras. O Alexandrite costuma também ser menos eficaz em termos de remoção definitiva dos pelos. 

A depilação a laser dói?

Antes da sua primeira sessão, é importante abordarmos uma das perguntas mais recorrentes feitas sobre depilação a laser: dói? A resposta definitiva para isso é que depende. 

Algumas pessoas são mais sensíveis do que outras. Isso porque variações como espessura da pele, fase do ciclo menstrual, local e tamanho da área de depilação influenciam no nível da dor. 

Contudo, se você já está acostumado com a dor das sessões de cera, não deve ter problema algum com a depilação a laser. De qualquer forma, geralmente aplica-se alguma substância anestésica na região antes de se iniciar a sessão para aliviar o desconforto.

A depilação a laser dá resultados já na primeira sessão?

Sim! Os resultados da depilação a laser já podem ser percebidos desde a primeira sessão, mas não fique achando que após a primeira sessão ficará livre dos pelos. O processo de destruição do pelo é gradual a cada sessão. Por isso, indica-se algo em torno de 6 e 10 sessões, dependendo da área e tipo de pelo.

A depilação a laser é um processo progressivo, pois os pelos são “destruídos” quando estão na fase de crescimento. Mesmo em uma área com poucos fios, nem todos estão crescendo ao mesmo tempo. Por isso, a cada sessão, elimina-se somente uma quantidade de fios.

Quais cuidados ter antes da primeira sessão?

Antes da sua primeira sessão, deve-se tomar alguns cuidados especiais. Por exemplo, durante o período de tratamento, o paciente deve evitar bronzear-se, pois o aumento da quantidade de melanina na pele diminui o contraste entre pelo e pele. 

Além disso, a exposição solar excessiva ou o uso de autobronzeador podem acarretar algumas complicações. Aqui vão mais algumas dicas importantes de cuidados a se tomar: 

  • Aplica-se olaser diretamente sobre os pelos, portanto eles não podem ser extraídos pela raiz por pelo menos 20 dias a partir da primeira sessão. Não faça depilação com cera ou remova fios com pinça. Nesse período, se quiser livrar-se dos pelos, a única opção é raspá-los;
  • Um dia antes da sessão, raspe a região que será depilada com laser. Se não quiser usar lâmina, apare o comprimento com uma tesoura;
  • Não tome sol por 15 dias antes de iniciar o tratamento, nem sete dias depois de cada sessão. Se por acaso você ficar exposta ao sol, proteja a pele com protetores com altos fatores de proteção solar;
  • Aquelas que fazem uso de cosméticos à base de ácidos, devem interromper o tratamento pelo menos sete dias antes da sessão de depilação. A pele não pode apresentar vermelhidão, irritação ou descamação antes das sessões a laser;
  • É necessário acompanhamento médico para avaliar as condições da pele.

Quais os cuidados devo ter no dia anterior à primeira sessão?

No dia anterior às suas sessões de depilação a laser, você deve depilar-se com lâmina. No dia do procedimento, o profissional da clínica vai ajustar os parâmetros de acordo com a avaliação efetuada, em seguida, o laser atuará nas zonas escolhidas. Uma vez concluída a sessão, é aplicado um creme regenerador da pele. 

Como fica a pele após a primeira sessão?

A maioria das pessoas apresenta uma leve vermelhidão em até quatro horas após cada sessão. A raiz é destruída durante a sessão, mas os pelos também não são eliminados imediatamente. Depois da sessão, os pelos começam a cair e isso continua entre 8 e 10 dias, aproximadamente. 

Como a Laser Fast pode te ajudar

A depilação a laser só pode ser feita por uma clínica com especialização e com profissionais qualificados e devidamente treinados para o manuseio seguro das máquinas. 

Além disso, se você está prestes a realizar um procedimento pela primeira vez, é muito importante escolher o equipamento certo. 

De preferência o mais moderno e o que ofereça o menor risco para diferentes tipos de pele, o que é precisamente o caso do tratamento de laser de diodo aplicado pela Laser Fast. 

Se a depilação a laser está nos seus planos, mas você está tendo dificuldades para decidir qual o tipo de laser e qual a clínica mais adequada para você, encorajamos você a nos fazer uma visita. 

Podemos ajudá-la a determinar um curso de tratamento de laser facial especificamente adaptado ao seu tipo de pele. 

Então, está preparada para experimentar de graça as 3 sessões que aLaser Fast está oferecendo? Só conferir a oportunidade no voucher aqui embaixo:

3 sessões de depilação a laser grátis

Avalie o artigo

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo