Depilação a laser em pele negra antes e depois: como a pele fica depois da depilação?

Escrito por: Velrum Digital

Depilação a laser em pele negra antes e depois

Avalie o artigo

Saber exatamente como é a depilação a laser em pele negra antes e depois é uma forma de acabar com o medo desse tipo de depilação de uma vez por todas. 

Esse tipo de depilação para esse fototipo de pele sempre ficou ou no campo do desconhecido ou no campo do proibido. Isso até era aceito antigamente quando não havia tecnologia, informação ou equipamentos suficientes. No entanto, hoje, deixar de fazer a depilação sem buscar a melhor alternativa para sua pele, é apenas inaceitável.

Nada como um pouco de conhecimento para fazer você ver como avançamos em termos de estudo e lasers e, principalmente, quais resultados você pode alcançar ao escolher esse método de depilação para a sua vida e rotina.

O antes e depois pode (e vai) te surpreender.

Para isso, você deve acompanhar a leitura do presente artigo e ficar por dentro das novidades do tema, os cuidados desse tipo de depilação para a sua pele e as vantagens que te esperam ao longo desse procedimento.

Pronta?

Então é hora de curtir a sua leitura!

Depilação a laser em pele negra: antes e depois

Para entender melhor essa maravilha, vamos separar aqui como é a depilação a laser na pele negra antes e depois do tratamento. Afinal, mesmo que hoje em dia seja algo bem comum, ainda há quem sinta medo ou hesite quando surge a possibilidade de fazer a depilação definitiva.

Antes

A pele negra é um dos fototipos que mais sofrem com a depilação, independente se for com lâminas, creme depilatório ou cera.

Antes da depilação a laser, a pele negra precisa lidar com as intercorrências que surgem com esses métodos depilatórios. Por exemplo, com as lâminas, as mulheres que têm alergia ao aparelho ficam com placas alérgicas e com inflamações por conta dos pelos que crescem para dentro (foliculite).

Sendo assim, mesmo que esse seja um método bastante utilizado, relativamente prático e “mais barato”, acaba não compensando. 

Com a cera o sofrimento é por outro motivo. A cera quente pode ser considerada como uma agressão à pele. Com a ação de puxar (lê-se quase arrancar a pele), existe uma reação do corpo de aumentar a pigmentação da área, principalmente em quem já tem mais melanina. É uma alteração química pouco aprovada pelos clientes, pois é a causa de manchas.

Em suma, a pele negra antes da depilação a laser é uma pele maltratada por outros métodos depilatórios. 

Depois

A pele negra depois da depilação a laser é uma realidade extremamente apreciada pelas clientes. Tudo se explica pelo modo como o tratamento funciona.

O equipamento do laser funciona pelo mecanismo de atração da melanina/pigmentação presente nos pelos. Contudo, essa melanina está presente em nossa pele também. Então, se o laser vai em busca da pigmentação do pelo para queimar o folículo piloso, o que impede esse mesmo laser de queimar a pele mais pigmentada? A resposta antigamente seria bem clara: nada!

Em outras palavras, a era do “depois” da depilação a laser em pele negra chega para revolucionar. É por conta da retirada dos fios através daquilo que chamamos de fototermólise seletiva. O equipamento utilizado emite um comprimento de onda específico onde o alvo desse tipo de depilação é o pelo. Ele é capaz de distinguir o que é pelo e o que é pele. Em outras palavras, a sua pele e seu corpo estarão a salvo de quaisquer intercorrências como queimaduras, manchas, etc.

A depilação a laser como conhecemos hoje é mais recente e muito mais brilhante. Ela garante resultados excelentes em com os arranjos adequados, você pode ostentar a pele dos seus sonhos na vida real.

A pele negra pós depilação a laser é uma pele bem cuidada, lisinha, sem manchas, e, principalmente, sem os terríveis pelos!

Depilação a laser em pele negra antes e depois

Antes de mais nada, é hora de identificar o seu fototipo

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), há uma classificação de fototipo da pele para cada grupo de pessoas, considerando sua reação ao bronzeamento, sensibilidade, vermelhidão e outras características relacionadas à exposição solar.

A preocupação sobre a depilação a laser em pele negra antes e depois do procedimento é válida sim. Porém, antes de se preocupar ou procurar saber qual o laser ideal para a sua depilação, devemos identificar primeiro qual é o seu fototipo. Vamos lá?

Fototipo I

  • Pele muito branca, cabelo ruivo ou loiro, olhos claros e sardas;
  • Sempre queima facilmente;
  • Nunca bronzeia;
  • Nenhuma pigmentação imediata ou retardada;
  • Muito sensível ao sol.

Fototipo II

  • Pele branca, cabelos claros e olhos claros;
  • Sempre queima facilmente;
  • Bronzeia muito pouco;
  • Pigmentação imediata fraca;
  • Pigmentação retardada mínima a fraca;
  • Sensível ao sol.

Fototipo III

  • Pele clara, cabelos e olhos de cores variáveis;
  • Queima um pouco;
  • Bronzeia moderadamente e gradualmente;
  • Pigmentação imediata pouca;
  • Pigmentação retardada baixa;
  • Sensibilidade normal ao sol.

Fototipo IV

  • Pele moderadamente pigmentada a muito pigmentada;
  • Queima raramente;
  • Bronzeia com facilidade;
  • Pigmentação imediata e retardada moderada;
  • Sensibilidade normal ao sol.

Fototipo V

  • Pele escura ou do Sudoeste Asiático;
  • Não queima;
  • Sempre bronzeia;
  • Pigmentação imediata e retardada intensa;
  • Sensibilidade ao sol bem baixa.

Fototipo VI

  • Pele muito escura;
  • Não queima;
  • Sempre bronzeia facilmente;
  • Pigmentação imediata muito intensa;
  • Pigmentação retardada intensa;
  • Sensibilidade ao sol bem baixa.

Quando o cliente e o profissional passam a ter conhecimento disso, as chances de resultados insatisfatórios são reduzidas drasticamente. Na realidade, os casos de clientes que sofreram queimaduras ficam por conta da escolha inadequada da clínica de estética e/ou por conta do manuseio irregular do equipamento.

Cuidados relacionados a depilação a laser para o seu tipo de pele: antes e depois

Os cuidados são formas de garantir que você vai ter o resultado que você espera. É o caminho mais certeiro para evitar intercorrências, arrependimento e dinheiro jogado fora.

É por isso que trouxemos especialmente para você, 4 cuidados de depilação a laser para pele negra tanto para antes quanto para depois do procedimento. Afinal, o tratamento depilatório não é feito puramente das sessões. Fique ligada sobre como você pode se cuidar antes, durante e após o procedimento. Confira:

Evite exposição solar

A verdade é que a exposição ao sol é inimiga da depilação a laser. Seja antes ou depois das sessões. 

Diferente do que muitos acreditam, a pele não negra não é naturalmente imune aos danos da exposição solar inadequada. Ela pode ser menos sensível, mas os dados ainda são possíveis.

Por isso, durante o tratamento depilatório a laser, a proteção da pele deve ser redobrada. A pele negra em especial aumenta o nível de melanina como um mecanismo de proteção. Mesmo com aparelhos mais modernos, a exposição irresponsável aumenta os riscos de manchas pelo desequilíbrio da produção de melanina.

Contudo, não é para se esconder do sol e hibernar na escuridão. Basta evitar a exposição nas semanas que antecedem e sucedem as sessões. Ah, e jamais esqueça o uso diário do protetor solar!

Use e abuse da hidratação da pele

Como você já sabe, a hidratação é essencial para o funcionamento do nosso corpo. Então, beber água é muito importante, pois a hidratação da pele contribui para o melhor resultado da depilação a laser.

Assim, sua pele vai ficar sempre lisa, limpa, protegida e hidratada. Isso não depende do tom da pele. 

Contudo, já que o tema são peles negras, talvez você goste de saber que esse é um tópico ainda mais importante para o seu caso. Se a sua pele estiver mais ressecada que o de costume, as chances de agressões devido a depilação a laser podem surgir sem necessidade.

Isso só vai causar frustração e manchas durante o processo de cicatrização da pele. Fora a possibilidade de vermelhidão, ardência e irritação. Tudo que poderia ser evitado com o devido cuidado da pele.

Esses mesmo cuidados não devem, de forma alguma, ser abandonados após o tratamento. Você ainda estará em processo de cicatrização e precisará de ainda mais hidratação.

Se for o caso, use hidratantes e pomadas com efeito calmantes depois das sessões.

Escolha com atenção a clínica de depilação a laser

Como você já viu, a escolha errada da clínica de estética é um dos fatores que mais causam problemas para a depilação a laser em peles negras.

A sua segurança, sua privacidade e o seu corpo devem ser prioridades para você, logo, não tem sentido fazer uma escolha desleixada sobre algo tão importante quanto o ambiente de depilação.

Para escolher o melhor lugar, conheça como funciona o tratamento do espaço, procure saber se os equipamentos são reconhecidos pela ANVISA e só aceite clínicas que são especializadas e são referência de serviço, equipe e qualidade em todo país.

Escolha o tipo de laser certo

Algumas clínicas afirmam que não realizam o procedimento depilatório a laser em peles negras. Essas clínicas na verdade estão paradas no tempo e não dispõem dos tipos de laser certos para a depilação de peles negras.

Por isso, busque saber seu fototipo e qual é o equipamento a laser indicado para a remoção dos pelos que tanto te incomodam. 

Quer uma dica? Aposte no laser de Diodo

Ele é mais seguro e moderno em relação aos demais, além de penetrar profundamente no folículo piloso de forma eficiente em qualquer tipo ou tom de pele. O laser de Diodo faz jus ao título de tecnologia mais inovadora, recente e eficiente no mercado de depilação. Isso em cenário mundial e esse é o laser que temos na Laser Fast!

Então não espere mais. Aproveite as 3 sessões grátis que separamos para o melhor da sua depilação a laser, você perceberá um resultado incrível.

Clique no cupom a seguir:

3 sessões de depilação a laser grátis


Avalie o artigo

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo